sábado, 22 de novembro de 2008

 eleição de Obama tem provocando no movimento social um contentamento muito grande em especial ao movimento negro...

Primeiro por que o movimento negro vê na eleição de um negro para comandar a maior potencia mundial , uma forma de que utopicamente poderiamos superar algumas desigualdades que afligem a vida em sociedade , seja no campo político , social economico , cultural , pois o negro neste pais vem sendo humilhado , desrepeitado e açoitado ao longo da história de forma cruel e desumana , não precisamos ir muito na historia para podermos observar esta degradação da pessoa humana veja por exemplo ( quantos governadores negros , nos elegemos nas ultimas eleições , quantos negros vem sendo protagonistas dos filmes ou telenovelas produzidas recentemente , jornalista com conotação nacional , etc.....)são simples exemplos de que as oportunidades não são iguais para todos neste pais , vai depender muito da cor da pele , origem familiar , formação entre outros fatores que iram colocar ou não a pessoa em pé de igualdade dentro do Estado que tem uma carta que se apresenta como uma das mais avançadas no contexto mundial.Mas apesar de tudo já conseguimos avançar um pouco ,conseguimos colocar um proletariado como maior representante do povo , fato que quebrou o paradigma de que o despossuido de posse seja intelectual (formação acadêmica) ou patrimonial , não tem condição e nem competencia para dirigir uma nação , como até pouco tempo os mecanismo de alienação e ideologicas proclamava aos quatro canto do pais. E nestes exemplos que os movimentos negros vem se agarrando para provocar esta euforia , devido a ascenção de um negro ao poder da potencia mundial , que é o E.U.A , mas como recordar é viver e importante lembrar o exemplo da Comuna de Paris que antecedeu a Revolução framcesa em 1789 , onde o proletariado assumiu o poder e quando usufluiu deste poder se contaminou passando a comportar-se com a Elite . Em nosso caso ãinda não chegou há tanto , mas nadaimpede que ocorra aqui ou lá , o importante observar pois só o tempo dirá se este representante será um novo Martin Luther king , ou negará sua origem e se comportará como elite da qual nunca participou.

Um comentário:

FellowDFBR disse...

Caro Amigo,

Tudo bem que o texto está fazendo referência em parte à política/sociedade americana e em parte à brasileira, porém posso opinar que no nosso caso, brasileiros, as coisas funcionam ou tem funcionado até hoje em sua maioria como a citada comuna de Paris, pois aqui neste país, quando a minoria se insere na maioria, ela se dissolve e se torna também parte da maioria, o povo brasileiro a meu ver sofre do eterno mau da corrupção, então quando alguns dos nossos ativistas mais firmes, conseguem chegar ao poder e fazer parte dele, se corrompe e passa a fazer parte dela e agir como esta maioria, com raras exceções, tem sido assim! Eu também espero sinceramente que o Mr. Hussein, venha a corrigir anos de desiguadade social, e como nós de cá copiamos nossos amigos de lá, estes avanços ou mudanças lá, terminariam provocando o mesmo fenômeno aqui.

Abraços,
Matos